Ato de antissemitismo no coração de Paris choca franceses

A palavra “Juden!” foi pintada de amarelo na janela de uma padaria em Paris, em novo episódio de antissemitismo na França. O ato de vandalismo aconteceu no sábado pela manhã em uma loja Bagelstein, no 4º distrito de Paris.
Muitos parisienses manifestaram no Twitter seu horror e indignação com o ato, segundo o jornal Huffington Post.

O ministro do Interior da França, Christophe Castaner, tuitou na noite de sábado: “Um rótulo antissemita no coração de Paris. É demais! “Juden” em letras amarelas, como se as lições mais trágicas da história tivessem sido apagadas de nossas consciências. Nossa resposta é fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para condenar o autor desta ignomínia. Não devemos permitir que este ato permaneça impune”.

O porta-voz do governo, Benjamin Griveaux, chamou o vandalismo de “antissemitismo sujo nas ruas da cidade da luz”.

O prefeito do quarto distrito, Ariel Weil, que é judeu, procurou responder ao incidente, no Twitter, com humor: “Não me sinto ofendido por esse saudosismo do Reich e de Vichy. Nós gostamos de humor, pães, e você?”

A direção do restaurante divulgou relatório no sábado, informando que a polícia chegou imediatamente ao local, de acordo com LeParisian. Alguns tentaram ligar o incidente aos manifestantes dos “Coletes Amarelos”, que foram acusados de incendiar no sábado a casa do presidente da Assembléia Nacional Francesa e de vandalismo em frente ao prédio da Assembléia Nacional. Os “Coletes Amarelos” retomaram os protestos contra o alto custo de vida e o aumento no preço dos combustíveis, e estão envolvidos em incontáveis casos de violência contra policiais e em incidentes antissemitas