Com brilho e glamour, Tel Aviv celebra a maior parada do orgulho gay do Oriente Médio

Bandeiras de arco-íris inundaram as ruas de Tel Aviv hoje numa das maiores e mais concorridas paradas gay do mundo. Os organizadores calculam que cerca de 250 mil pessoas devem participar do evento. A parada gay de Tel Aviv é a maior do Oriente Médio e está entre as 10 maiores do mundo.

O desfile e as festividades de apoio começaram às 10 da manhã (hora local) e devem continuar até as 19h30.
A marcha deste ano está sendo realizada sob o lema “A luta pela igualdade”.

Ohad Hizki, diretor da Aguda – Força Tarefa LGBT de Israel – , disse que os manifestantes esperam “trazer mudanças para a sociedade israelense e enviar uma mensagem pelo fim da discriminação contra a comunidade gay no mundo, em defesa de uma sociedade tolerante e igualitária”. Hizki disse que este ano “mais de 40 desfiles e outros eventos estão acontecendo no país, um número sem precedentes”. “A comunidade gay é uma parte inseparável da sociedade israelense e não vamos deixar que isso seja ignorado”.

Casais gays não podem se casar formalmente em Israel, embora o governo reconheça uniões estáveis.

Pela primeira vez, o desfile desta sexta-feira começou no Ben Zion Boulevard, e não em Gan Meir, que abriga o centro comunitário LGBTQ da cidade, devido ao grande número de participantes esperados.

A parada deste ano de Tel Aviv é o ponto alto de uma série de mais de 45 eventos relacionados ao Orgulho Gay, incluindo a primeira Conferência Nacional sobre questões LGBTQ, bem como exposições de arte, palestras e festas em boates e bares da cidade.

Várias centenas de policiais e voluntários foram mobilizados para proteger os manifestantes, após a bem-sucedida operação policial que garantiu a segurança durante a tensa parada gay de Jerusalém, na semana passada.

O Ministério do Turismo calcula que entre 25 mil a 30 mil pessoas vêm do exterior para participar dos eventos da parada gay em Tel Aviv, o que representa um aumento do turismo e a entrada de cerca de US$ 45 milhões na economia local. O ministério costuma investir cerca de US$ 89 milhões com publicidade para promover o turismo para o público gay.

Entre os participantes da parada em Tel Aviv está o ator americano Neil Patrick Harris, que é o embaixador internacional do orgulho gay deste ano.

“Concordei em ser embaixador internacional com a condição de que meus filhos também assim me chamassem, mas não pegou”, disse Harris em entrevista coletiva antes do desfile. “Vai ser um dia divertido. E eu vou ser o cara que estará dançando sem camisa em um desses carros alegóricos”, disse Harris, conhecido por seus papéis na TV em “Como eu conheci sua mãe” e “Doogie Howser M.D”.