Comunidade Judaica participa em Brasília da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial

A comunidade judaica participa, de 5 a 7 de novembro, em Brasília, da III CONAPIR – Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que tem como tema "Democracia e Desenvolvimento Sem Racismo – Por um Brasil Afirmativo".

O evento é presidido pela ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), Luiza Bairros. Participam cerca de 1,4 mil pessoas, sendo 200 convidados e 1,2 mil delegados de todos os Estados brasileiros.

Na abertura, a presidenta Dilma Rousseff assinou decreto que institucionaliza a política do Estatuto da Igualdade Racial e anunciou a criação, no Ministério da Saúde, de uma instância específica para dar atenção à população negra. A presidenta disse também que o Governo Federal “dará todo o respaldo” ao Plano Juventude Viva, que propõe estratégias de prevenção à violência, ao racismo e à exclusão da juventude negra e de periferia.

A origem da SEPPIR remonta às demandas do movimento afrodescendente no combate à exclusão social. O governo decidiu criar uma secretaria especial, que incluiu também as demandas de outras minorias, como os índios, judeus, ciganos e árabes-palestinos.

Desde a criação da SEPPIR, em 2003, os judeus estão presentes por meio da Confederação Israelita do Brasil (Conib)- que é o órgão de representação e coordenação política da comunidade judaica brasileira-, e da B´nai B´rith [Filhos da Aliança, em hebraico], – entidade judaica de direitos humanos.

A atual representante da Conib no Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial é a psicóloga e professora Sofia Débora Levy. A comunidade judaica participou ativamente da I e II CONAPIR, realizadas em 2005 e 2009.

Na III CONAPIR, os judeus reiteram a importância de políticas públicas que, pela educação, valorizem a diversidade da sociedade brasileira, como a necessidade de um calendário interétnico e o maior conhecimento da história da presença judaica no Brasil.

A comunidade judaica apoia esforços do Plano Nacional de Políticas da Igualdade Racial como forma de implementação de uma sociedade mais justa, com igualdade de oportunidades, liberdade religiosa e pleno direito à cidadania.


Dilma Rousseff e Luiza Bairros (segunda à direita), na abertura da III Conapir. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.