Conib condena ataque sofrido pelo rabino Gabriel Davidovich na Argentina

A Conib, Confederação Israelita do Brasil, condena veementemente o ataque sofrido pelo rabino Gabriel Davidovich, máximo representante do rabinato da Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA), instituição judaica que foi explodida por terroristas em 1994, deixando 85 mortos e centenas de feridos.

Segundo informações da entidade judaica, o rabino-chefe do país foi violentamente espancado dentro de sua própria casa durante a madrugada e encontra-se hospitalizado com múltiplas fraturas.

“O antissemitismo está crescendo no mundo. É preciso tomar medidas enérgicas e eficazes para detê-lo e levar à Justiça todos os casos de intolerância. É preciso conter essa escalada o quanto antes, pois já sabemos aonde essas coisas podem levar”, declarou o presidente da Conib, Fernando Lottenberg.