Conib e Hospital Israelita Albert Einstein vão à Guiné-Bissau avaliar projetos de ajuda humanitária

Jaime Spitzcovsky, coordenador de Relações Institucionais da Conib, e Alberto Hideki Kanamura, superintendente do Instituto Israelita de Responsabilidade Social, do Hospital Albert Einstein, viajarão em 14 de fevereiro à Guiné-Bissau para avaliar a implantação de projetos de ajuda humanitária no país.

A visita ocorre a pedido do Nobel da Paz Ramos-Horta, enviado especial da ONU para a Guiné-Bissau. Em seu site, Ramos-Horta postou sobre seu encontro com o presidente da Conib, Claudio Lottenberg, em outubro de 2013. Lottenberg deve visitar em breve o país para definir os projetos que serão desenvolvidos.

A Guiné-Bissau está entre os países mais pobres do mundo, com graves problemas na área de saúde. A Conib tem um acordo de cooperação com o Itamaraty para levar programas de ajuda e capacitação a países em desenvolvimento.

“O Hospital Albert Einstein, por exemplo, já levou ajuda ao Haiti”, relata Spitzcovsky. “As ações são guiadas pelo conceito judaico de ´tikkun olam´, que enfatiza a importância de atitudes que melhorem o mundo”.

O jornal O Estado de S. Paulo destacou a iniciativa, em sua edição desta quarta-feira, 12 de fevereiro. Leia.


Multidão na cidade de Buba, na Guiné-Bissau. Foto: Site Ramos-Horta.