Em Varsóvia, Pompeo pede restituição às famílias de judeus que tiveram propriedades confiscadas durante o nazismo

Em sua primeira visita oficial à Polônia, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, pediu às autoridades do país que indenizem as famílias de judeus mortos, ou que tiveram que deixar o país durante o Holocausto, pelas propriedades confiscadas nesse período.

A Polônia é o único membro da União Europeia que não tem legislação específica sobre o ressarcimento, ou compensação financeira, pelas propriedades confiscadas de judeus durante o nazismo ou que, mais tarde, foram nacionalizadas pelo regime comunista.

O pedido de Pompeo foi feito na quarta-feira (13) em encontro com o ministro polonês das Relações Exteriores, Jacek Czaputowicz. “Também apreciamos a importância de resolver questões pendentes do passado e peço aos meus colegas poloneses que avancem com uma legislação abrangente de restituição de propriedade privada para aqueles que perderam propriedades durante o Holocausto”, disse ele.

Gideon Taylor, presidente de operações da Organização Mundial Judaica de Restituição, elogiou o apelo de Pompeo em defesa de justiça para os sobreviventes do Holocausto e suas famílias. “Este é um pedido poderoso que reflete a importância desta questão para os Estados Unidos”, disse ele.