Exposição sobre crianças do Holocausto chega em 30 de outubro ao Rio de Janeiro

A exposição “Tão somente crianças: infâncias roubadas no Holocausto”, organizada pelo Museu do Holocausto de Curitiba, será inaugurada em 30 de outubro no Centro Cultural Light, no Rio de Janeiro. A mostra, uma parceria entre Federação Israelita (Fierj) e a entidade feminina WIZO, com apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, ficará em cartaz até 20 de novembro.

A exposição segue os princípios pedagógicos do museu, resgatando histórias pessoais e promovendo a luta contra qualquer forma de discriminação e ódio. Está prevista a visita de 1.200 crianças que moram em bairros pobres do Rio, de estudantes de escolas católicas e da PUC-RJ. Haverá palestras de três sobreviventes do Holocausto.

O presidente da Associação Casa da Cultura Beit Yaacov, idealizador da exposição e do primeiro Museu do Holocausto no Brasil, Miguel Krigsner, comenta: “A violência contra as crianças ao redor do mundo não pode mais ser admitida, e a proposta desta exposição é promover a reflexão do que pode ser feito para combatê-la e também para evitar que genocídios como o Holocausto voltem a acontecer. Destacando as crianças, discutimos qual sociedade estamos dispostos a proporcionar a elas".

O Centro Cultural Light está localizado à Marechal Floriano, 168, Centro, Rio de Janeiro. Horário: segunda a sexta, das 9h30 às 17h. Entrada gratuita.

Em abril de 2013, a exposição esteve em cartaz no Senado Nacional, em Brasília, e foi vista por mais de 10 mil pessoas.