Foguete lançado da Faixa de Gaza atinge casa em Tel Aviv e deixa 7 feridos; Netanyahu antecipa volta dos EUA

Um foguete lançado da Faixa de Gaza atingiu uma casa na comunidade de Mishmeret, em Tel Aviv, na região central de Israel, na manhã desta segunda-feira, deixando sete pessoas feridas, entre elas duas crianças.

As Forças de defesa de Israel (IDFs) culparam o Hamas e convocaram o reforço de tropas para a região da fronteira com Gaza. Reservistas e unidades de inteligência também foram convocados para o que o Exército definiu ser uma operação “específica”.

O serviço de emergência informou que, entre os moradores feridos, há uma mulher de 60 anos, uma de 30 anos, uma menina de 12 anos e duas crianças, de 3 e 1 ano e meio.

O ataque ocorreu pouco depois das 5h, quando os moradores ainda dormiam. Quatro cães da família morreram no ataque.

O porta-voz do IDF, Ronen Manelis, disse em coletiva de imprensa que o foguete foi disparado da área de Rafah, no sul de Gaza – uma extensão de 120 quilômetros. Segundo as IDFs, o foguete que atingiu a casa é um foguete fabricado pelo Hamas.

“O foguete foi lançado de uma posição do Hamas. O Hamas é o único responsável por tudo o que acontece na Faixa de Gaza”, disse o Exército. Perguntado por que o foguete não foi interceptado pelo sistema de defesa, Manelis disse que “o Iron Dome protege as áreas em que está estacionado, de acordo com avaliações da situação operacional”.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu antecipou sua volta dos Estados Unidos e deve viajar ainda hoje, após se reunir com o presidente Donald Trump, na Casa Branca. “Diante dos últimos acontecimentos, decidi interromper minha visita aos EUA. Em poucas horas, vou me encontrar com o presidente Trump; voltarei imediatamente a Israel para administrar nossa ação de perto”, disse o premier após conversar por telefone com os chefes do Estado-Maior das IDFs, do Shin Bet e do Conselho de Segurança Nacional.

“Houve um ataque criminoso ao Estado de Israel e nós responderemos com rigor”, disse o primeiro-ministro.
No último dia 14, outro foguete lançado da Faixa de Gaza atingiu uma região de Tel Aviv, no que militares consideraram ter sido um ataque “por engano”.

Diante do ataque de hoje, porém, fontes militares disseram já não ter certeza de que o foguete que caiu em Tel Aviv foi realmente lançado por engano.