Israel e Estados Unidos testam defesa antimísseis no Alasca

Os Estados Unidos e Israel realizaram exercícios conjuntos para testar um novo sistema de defesa de anti-mísseis balísticos Arrow-3 de longo alcance no Alasca, incluindo a interceptação bem-sucedida de um alvo “inimigo”.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo (28) que os testes do “Arrow-3” dão ao seu país a capacidade de agir contra mísseis balísticos disparados do Irã ou de qualquer outro local. “O desempenho (do sistema) foi perfeito. Todas as tentativas foram bem-sucedidas”, disse Netanyahu.

A série de testes realizados ao longo de 10 dias concretizou três interceptações bem-sucedidas. Os testes foram realizados no Complexo do Espaçoporto Pacífico-Alasca (PSCA) em Kodiak, Alasca. É a primeira vez que esse tipo de teste é realizado fora do território israelense.

No exercício, o sistema foi testado contra alvos similares diante da presença de mísseis balísticos avançados, que estão sendo desenvolvidos pelo Irã, e de ameaças que Israel pode enfrentar em eventual conflito entre Irã e EUA.

Israel e os EUA estão preocupados com o fato de o Irã continuar desenvolvendo seus programas nuclear e de mísseis balísticos, apesar das críticas internacionais.

A série de experimentos demonstrou com sucesso a capacidade do sistema anti-mísseis. Um radar americano – AN-TPY2 – participou do teste e demonstrou conectividade operacional entre os sistemas.