Jogadores do Corinthians entram em campo amanhã com estrela amarela na camisa para lembrar a Noite dos Cristais

Quem assistir ao jogo entre Corinthians e Fortaleza, nesta quarta-feira (6), às 19h30, verá uma novidade na camisa dos jogadores. Depois de sete anos, o clube voltará a estampar uma estrela amarela acima do seu escudo. Não será, porém, por nenhum título e, sim, para lembrar a Noite dos Cristais, que antecedeu o Holocausto.

“Esta ideia começou há alguns meses em uma conversa aqui no memorial com a Tech and Soul. O Corinthians é um time que tem a ideologia de respeitar religiões, nações, e eles entenderam que a mensagem do Memorial é para todos os povos. Além disso, haverá uma exposição na Arena Corinthians de sobreviventes do Holocausto. E cada torcedor receberá, amanhã, um flyer explicando o que é a estrela amarela e a mensagem que ela carrega”, disse o diretor do Memorial, Toive Weitman.

Abolido em 2012 de todos os símbolos do Timão, o detalhe vai aparecer para relembrar a Noite dos Cristais – 9 de novembro de 1938, que marca o início da perseguição do nazismo aos judeus. Nesse período, a Estrela de David amarela era um dos principais símbolos que os nazistas obrigaram os judeus a usar para serem identificados. Veja vídeo.

Daniel Bialski, presidente da Hebraica e ligado ao Corinthians, fez a ponte do clube com o Memorial do Holocausto.

“Numa época de tanta intolerância e discurso de ódio, a iniciativa do Corinthians mostra que o Brasil é um exemplo de convivência pacífica e que todos têm que se respeitar. Mas a mensagem mais importante é para que nunca mais algo como o Holocausto se repita”, disse Bialski.

Contra o Fortaleza, então, o Corinthians entrará em campo com a Estrela de David amarela acima do escudo, junto à uma faixa que destaca a causa. A ação é realizada em parceria com a agência Tech and Soul e com o Memorial do Holocausto, no Bom Retiro, em São Paulo.

Claudio Kalim, CEO da Tech and Soul, disse: “O Corinthians é o time do povo e, sendo assim, sempre foi engajado em causas sociais, sem distinção de raça, cor e credo. Essa iniciativa reforça ainda mais esse posicionamento, usando a ferramenta mais popular que temos no Brasil, que é o futebol, para levar a mensagem de paz e conscientização a milhões de pessoas”.

Após o apito final, as camisas serão leiloadas e a renda irá para o Memorial. Parte dos uniformes ainda será utilizado em uma exposição temporária na Arena Corinthians.

A Noite dos Cristais aconteceu do dia 9 para o dia 10 de novembro de 1938, quando o regime nazista incentivou ataques a propriedades de judeus em evento que ficou marcado pela destruição de sinagogas, casas e outros locais judaicos.

Mais de 30 mil judeus foram presos e 100 assassinados. O episódio ficou conhecido como a Noite dos Cristais pelos cacos das vitrines e janelas que foram destruídas durante os ataques.

A homenagem do Corinthians aos judeus vem ganhando apoio de muitos torcedores, inclusive de outros times, como o santista Marcos L Susskind, que postou carta aberta no Facebook, elogiando o clube e agradecendo pela iniciativa. Veja.