Lançamento de “Holocausto:Vivência e Retransmissão” reúne ciganos, alemães, acadêmicos e autoridades

O livro “Holocausto: vivência e retransmissão”, de autoria da psicóloga e professora Sofia Débora Levy, foi lançado em 13 de fevereiro na Livraria da Travessa de Ipanema, no Rio. A obra foi publicada com o apoio da Conib.

O livro propõe reflexões psicológicas e análises circunstanciadas das condições dos judeus e demais vítimas do regime nazista no Holocausto, enriquecidas com depoimentos de judeus sobreviventes. Aleksander Laks e Roza Rudnik, que estão entre os entrevistados, compareceram ao lançamento.

O evento contou com a presença de lideranças ciganas no Rio de Janeiro, Mio e Jaqueline Vacite, que fazem parte da CCIR – Comissão de Combate à Intolerância Religiosa; o cônsul-geral adjunto da Alemanha, Tarmo Dix; deputado estadual Gerson Bergher; vereadora Teresa Bergher; desembargadora Denise Levy Tredler; professor Roberto Antunes, da Secretaria Municipal de Educação; Jacksohn Grossman,  diretor do Departamento Jurídico da Fierj; os jornalistas Leila Sterenberg, Márcia Cherman Sasson  e Jakob Zajdhaft; embaixadores ativistas pela paz Paula Virreira e Saulo e Monica Guimarães; Hermann Glanz e Jayme Gudel, da entidade de direitos humanos B’nai B’rith– RJ;  professores Ester Kosovski, Flora Strozenberg, Glaucia Flores y Reyes, Maria Carlota Rosa e Francisco Antonio Doria; Wizo-Rio e Comunidade Monte Sião.

Sofia Levy é a representante da Conib no CNPIR- Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial.


A partir da esquerda: Sofia Débora Levy, Gláucia Flores y Reyes, da UniRio,  e os representantes ciganos na CCIR, Mio Vacite e sua esposa Jaqueline. Foto: Divulgação.


Aleksander Laks e Sofia Levy. Foto: Divulgação.