Massacre da Olimpíada de Munique é lembrado por Fernando Lottenberg em congresso em São Paulo

O Presidente da Conib, Fernando Lottenberg participou na segunda (12), como convidado da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo, no congresso “O Alcance da Justiça do Trabalho no Direito Desportivo”, que acontece no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa de São Paulo. Lottenberg integrou a mesa do painel de abertura intitulado “Massacre dos Atletas em Munique – responsabilidade Indenizatória do Empregador, COI e do Estado-Sede”.

Em sua exposição, Fernando Lottenberg falou sobre o atentado à delegação de Israel em 1972, que deixou 11 mortos, no episódio que se transformou na página mais sangrenta da história dos Jogos Olímpicos e mudou a organização de grandes eventos esportivos. A celebração do esporte passaria sempre a ser acompanhada da preocupação com a segurança. Destacou também a importância da homenagem às vítimas de Munique, prestada durante a Rio 2016. Era anseio antigo das famílias dos atletas caídos em Munique que o Comitê Olímpico Internacional prestasse às vítimas uma homenagem.

“Foi a primeira vez, em 44 anos, que homenageamos oficialmente, no âmbito olímpico, essas 11 pessoas, atletas que foram assassinados de forma bárbara, somente por serem israelenses. É nossa obrigação lutar para que sejam lembradas, pois assim ajudamos a prevenir a repetição de atos tão deploráveis”, disse à plateia o Presidente da Conib, que participou da cerimônia no Palácio da Cidade, no Rio de Janeiro, em 14 de agosto de 2016 e acendeu uma vela em sua memória.

O painel contou, além de Lottenberg, com a presença de Sarah Hakim, presidente da AATSP; da advogada Taube Goldenberg; do Secretário de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Júnior, e de expositores como André Lajst do StandWithUs e doutorando em Ciências Políticas, entre outros. O Congresso se estende até esta quinta, dia 15.