Netanyahu confirma vinda ao Brasil e promete ‘turbinar’ relações

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, confirmou a sua vinda ao Brasil para a posse de Jair Bolsonaro e anunciou que vai promover uma “revolução positiva” nas relações do país com Israel. “Embora todos os países sejam importantes, este é um país de quase um quarto de bilhão de pessoas, uma superpotência, que está disposta a mudar de forma positiva suas relações conosco, inclusive com relação a Jerusalém”, disse o premier, ontem, em reunião no Ministério das Relações Exteriores com embaixadores israelenses na América Latina, Ásia e África. Netanyahu disse que Bolsonaro vai transferir a embaixada de seu país para Jerusalém, conforme decisão anunciada pelo presidente eleito antes e depois de sua eleição, em outubro.

Em dezembro passado, logo depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, a vice-ministra das Relações Exteriores, Tzipi Hotovely, disse que 10 países estão considerando a adoção de medida semelhante.

A Liga Árabe deve se reunir hoje, no Cairo, para discutir o provável reconhecimento brasileiro de Jerusalém como a capital de Israel, assim como a recente decisão da Austrália de reconhecer como capital israelense a parte Ocidental de Jerusalém (Herb Keinon, JPost).