Netanyahu promete garantir a soberania israelense na Cisjordânia

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu prometeu nesta quinta-feira garantir a soberania israelense em “todas as partes” da Cisjordânia, ao participar de cerimônia de início da construção de 650 novas unidades habitacionais no assentamento de Beit El.

O evento veio horas depois de um estudante israelense ter sido esfaqueado até a morte perto de um assentamento da Cisjordânia em ataque terrorista.

“Prometemos construir centenas de unidades habitacionais e hoje estamos fazendo isso, porque a nossa missão é estabelecer a nação de Israel em nosso país, para garantir a nossa soberania sobre a nossa pátria histórica”, disse ele, em declaração divulgada por seu partido, Likud.

“Sabemos que a terra de Israel é mantida através do sofrimento”, disse ele, se referindo ao esfaqueamento do estudante de Yeshiva e soldado das IDFs Dvir Sorek. “Ele era de uma família que já sofreu um sacrifício pesado pela terra de Israel”, disse o primeiro-ministro, em referência ao avô de Sorek, que foi morto em um ataque terrorista 2000.

“Estes terroristas tentam nos arrancar de nossa terra. Eles vieram para destruir; nós viemos para construir”, acrescentou. “Nossas mãos alcançarão nosso objetivo e aprofundaremos nossas raízes em nossa pátria, em todas as partes dela”, advertiu.

Em 2012, Netanyahu prometeu construir 300 novas casas em Beit El, fora de Ramallah. O projeto foi aprovado em junho de 2017.