Por iniciativa de Tzipi Livni, Conib, Fisesp e Fierj debatem Israel como Estado judaico e democrático

Por iniciativa de Tzipi Livni, ministra da Justiça de Israel, as comunidades judaicas da diáspora estão organizando, em parceria com o Jewish People Policy Institute [Instituto de Políticas para o Povo Judeu], seminários e discussões sobre o caráter judaico e democrático de Israel.

A intenção do Ministério da Justiça é criar um “impacto sem precedentes” no caráter de Israel, ao trazer a opinião de judeus do mundo inteiro sobre a “maneira apropriada de criar uma legislação adicional sobre a identidade judaica e democrática do país”.

Dezenas de líderes das comunidades judaicas de São Paulo e do Rio de Janeiro se reuniram esta semana e iniciaram a discussão da questão. Haverá mais encontros, e um documento será enviado para o Ministério da Justiça de Israel até o final deste mês. Veja reportagem sobre o encontro realizado no Rio, em 4 de fevereiro. A produção é do Comunidade na TV.

O bom andamento do debate em São Paulo, com opiniões variadas e respeito mútuo, fez com que surgisse a ideia de manter os encontros, para discussão de outros temas de interesse comunitário.

Órgão independente criado em 2002 e sediado em Jerusalém, o JPPI visa garantir, por meio de planejamento estratégico, o florescimento da civilização judaica. Em sua atuação, identifica opções críticas e analisa seu impacto potencial, atuando em conexão com governos e formadores de decisão.


A ministra da Justiça de Israel, Tzipi Livni, e o presidente da Conib, Claudio Lottenberg, durante encontro em 2013. Foto: Divulgação.