Proibida a venda do livro de Hitler no Rio

Os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio rejeitaram o recurso de apelação da editora Centauro e mantiveram, por unanimidade, a proibição de exposição, venda e divulgação do livro “Mein Kampf”, escrito por Hitler, em todo o estado do Rio de Janeiro. A causa é dos advogados Ary Bergher, Rafael Mattos e João Bernardo Kappen. É uma boa notícia para hoje (ontem), Dia da Memória do Holocausto, o “Iom HaShoá”.