Rivlin finaliza consultas com partidos e amanhã deve encarregar Netanyahu de formar novo governo

O presidente Reuven Rivlin disse hoje que foi aconselhado pela maioria dos membros eleitos do Knesset a recomendar ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu que forme um novo governo, garantindo efetivamente sua nomeação.

Netanyahu ganhou um quinto mandato nas eleições do dia 9 e, após efetivada a sua nomeação, ele terá 42 dias para formar um novo governo.

De acordo com a lei israelense, o presidente Reuven Rivlin escolhe um líder de partido que ele julgue ter a melhor condição para formar um novo governo. Rivlin deve anunciar amanhã a escolha de seu candidato.

Em comentários transmitidos nesta terça-feira, o segundo dia de consultas públicas de Rivlin com partidos políticos, o presidente disse que Netanyahu “tem o apoio da maioria dos membros do Knesset”.

“Qualquer outra possibilidade foi efetivamente removida neste momento”, disse o presidente.

A nomeação de Netanyahu foi uma conclusão precipitada depois que seu partido, o Likud conquistou, inicialmente, 35 cadeiras no Knesset na votação da semana passada e seu rival mais próximo, o centrista Benny Gantz, do Partido Azul e Branco, admitiu a derrota.

Netanyahu, que após a apuração final ficou 36 cadeiras no Knesset, disse que pretende construir uma coalizão com cinco partidos de direita e ultra-ortodoxos, o que daria ao governo do Likud uma maioria de 65 assentos, num total de 120 no Parlamento.

Gantz, ex-chefe de Estado-Maior do Exército cujo partido obteve 35 cadeiras no Knesset, provavelmente seria o próximo na fila para tentar formar um novo governo se Netanyahu não o fizer em 42 dias após ser indicado por Rivlin.