Shin Bet anuncia ter frustrado planos do Hamas para realizar ataques terroristas em Jerusalém e na Cisjordânia

A Agência de Segurança Interna de Israel – Shin Bet – anunciou ter frustrado planos de ataques terroristas do Hamas em Jerusalém e na Cisjordânia, contra alvos israelenses e da Autoridade Palestina, ao desarticular uma célula do grupo e prender seus membros.

O plano foi descoberto numa operação conjunta do Shin Bet, das Forças de Defesa de Israel (IDFs) e da polícia israelense. De acordo com a informação, os membros da célula terrorista foram orientados a recrutar agentes e formar equipes para realizar ataques e sequestros, tanto de israelenses quanto de palestinos, na Cisjordânia e em Jerusalém.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu elogiou a operação das forças de segurança, afirmando: “Nossos inimigos devem saber que nossas ações são capazes de detectar planos (de ataques) e localizar quem tenta nos atingir”.

O plano foi descoberto após uma série de prisões feitas em Hebron, em junho. Entre os detidos estavam Tamar Rajah Rajbi, estudante de 22 anos do Colégio Politécnico de Hebrón e agente do Hamás, e Al-kotla al-Islamiya. Junto com Rajbi foi apreendida grande quantidade de explosivos.

De acordo com o Shin Bet, Rajbi foi recrutado para construir dispositivos explosivos para uso dos agentes do Hamas. Ele contou com a ajuda de outros estudantes que teriam sido encarregados de adquirir os dispositivos para fazer bombas.