Virada Cultural Judaica acontece no dia 08 de junho na Congregação Israelita Paulista (CIP)

Confira a programação completa aqui.

O Ministério da Cidadania e a Congregação Israelita Paulista (CIP) realizam, no sábado, 08 de junho, a partir das 20h, o “XII Ticun – Virada Cultural Judaica”, para marcar a festividade de Shavuot, que comemora a entrega da Torá durante a travessia no deserto após a saída da escravidão no Egito. Há séculos costumava-se representar esse ato de recebimento virando a noite estudando a Torá, como forma de contribuir para o aprimoramento no mundo.

O evento, que é gratuito e aberto ao público acontece na Congregação Israelita Paulista (Rua Antônio Carlos, 653) e terá como tema Diversidade – Diálogos do judaísmo com a atualidade: aprender, desaprender e reaprender e contará uma rica programação que seguirá durante a madrugada, com espetáculo de dança, show musical, palestra, debate, workshop e apresentação artística.

Um dos destaques da programação será a palestra do cineasta, roteirista e produtor de cinema e TV, Cao Hamburguer, que acontecerá às 21h, com o tema “Viva a diversidade, na arte, na sociedade e no judaísmo”. Entre suas maiores criações estão o “Castelo Rá-Tim-Bum” e “Malhação – Viva a Diferença”, premiada em 2019 pelo Emmy Kids Awards. No cinema, ele dirigiu o filme “O ano em que meus pais saíram de férias”, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2008.

Manu Lafer & Mateus Aleluia prometem contagiar o público a partir das 0h, com o show musical “Brasileiro, afro e Judaico”. Manu Lafer é cantor e compositor, tem um trabalho autoral de música brasileira e judaica. Mateus Aleluia foi integrante do grupo Os Tincoãs e também possui um trabalho autoral, porém de cunho místico. Juntos vão apresentar cantos de suas tradições.

Além de expoentes da comunidade judaica e personalidades de renome, a “Virada Cultural Judaica” contará com a participação de diversos professores da USP. Para que a experiência seja mais agregadora e acessível, haverá uma intérprete de libras por sinais durante o evento.
A Congregação Israelita Paulista vem realizando as viradas culturais judaicas (ticunim) por mais de uma década. Neles participaram personalidades da política, das artes, das letras, da psicologia, da filosofia, da medicina e dos esportes, além, é claro, das religiões, frente a um público de mais de 700 pessoas.

Nas últimas décadas, em cidades como New York, Los Angeles, Tel Aviv, Jerusalém e Buenos Aires foi renovada a antiga tradição, especialmente em contextos liberais, entendendo a virada do estudo da Torá como algo mais amplo: o diálogo entre o judaísmo e a atualidade. Acredita-se que é a traves de um estudo renovado e atualizado do judaísmo como um todo que realmente é possível receber sua sempre relevante contribuição.

“Para este ano a proposta é um modelo de troca mais democratizado e ampliado. Queremos contar com uma ampla participação de oradores de tipos e temas variados, com expoentes de nossa comunidade e também com personalidades de renome. O eixo temático é Diversidade, onde cabem os mais variados temas como ética, poder, gênero, sexualidade, religião, espiritualidade, educação e cultura”, destacou o rabino da CIP Dr. Ruben Sternschein.

Patrocinadores: Itaú-Unibanco, Rosset, GR Segurança, Bemol e Focus Energia.