Weizmann Talks – Bolsistas de 2019 vão apresentar suas experiências na escola de verão do instituto israelense, na CIP

A Associação de Amigos do Weizmann no Brasil e a Congregação Israelita Paulista (CIP) realizam, no dia 17 de setembro (terça-feira), às 19h30, na CIP, o Weizmann Talks, encontro com os alunos bolsistas que retornaram recentemente da Escola de Verão do Instituto Weizmann de Ciências (localizado em Rehovot, Israel).

Constanza Maria Reis da Siva Mariano, Natalia Von Staa, Leonardo Azzi Martins e Patricia Honorato Moreira, escolhidos após um intenso processo de seleção aberto a todo Brasil, vão dividir as experiências e projetos dos quais participaram durante o mês de julho no Instituto Weizmann de Ciências.

Os jovens vão relatar como foi a experiência de conhecer Israel e de trabalhar em um dos melhores centros de pesquisa do mundo.

O evento é aberto ao público em geral.

Saiba mais sobre os alunos bolsistas 2019
do Instituto Weizmann de Ciências

Constanza Maria Reis da Silva Mariano, Rio de Janeiro – RJ
Tem 19 anos e cursa Engenharia Mecatrônica na Escola Politécnica na Universidade de São Paulo. Conquistou medalhas na Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras e ganhou bolsa para fazer pesquisa na UERJ, através do “Programa Jovens Talentos” da FAPERJ, para desenvolver modelos computacionais que facilitam o ensino de Física na escola. Em 2017, fez outra Iniciação Científica com um projeto em que precisava desenvolver um sensor, tanto o hardware como software, que captasse informações do ambiente a fim de manter condições estáveis para o crescimento de uma plantação de hidropônicas. Em 2018, enquanto se preparava para entrar na faculdade, participou do programa de verão “Escola Avançada de Engenharia Mecatrônica” na USP, quando construiu seu primeiro robô.

Natalia Von Staa Mansur, São Paulo – SP
Tem 18 anos, e atualmente cursa Ciências Biológicas na Universidade de São Paulo (USP). Estudou no Colégio Dante Alighieri, onde participou do programa de iniciação científica Cientista Aprendiz desde o oitavo ano. Seu interesse em ciência se iniciou desde a infância, com uma necessidade quase fisiológica por explicações satisfatórias sobre os fenômenos naturais. No segundo ano do ensino médio, começou a trabalhar em um laboratório do Instituto de Ciências Biomédicas, na Universidade de São Paulo (USP). Seu projeto visava avaliar bactérias Pseudomonas putida mutadas no gene phoU, em sua elevação na assimilação de fosfato, buscando uma futura aplicação em águas eutrofizadas.

Leonardo Azzi Martins, Porto Alegre – RS

Tem 19 anos e estudou no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul- rio-grandense (IFSul), onde se formou no Curso Técnico Integrado em Mecatrônica. Em 2009, seu avô teve sua perna amputada devido a uma trombose. Por conta disto, quando iniciou o Curso Técnico, e resolveu criar o projeto SmartLeg, desenvolvendo uma prótese transfemoral robótica e mais acessível para pessoas como ele. Criou um projeto de pesquisa onde estudou a percepção sensorial e os mecanismos neurais de navegação de indivíduos cegos com objetivo desenvolver um dispositivo de substituição sensorial capaz de auxiliar estas pessoas em explorar ambientes urbanos. Atualmente trabalha como Desenvolvedor de Software na indústria aeroespacial e está aplicando para o vestibular em Engenharia da Computação.

Patricia Honorato Moreira, Goiânia – GO
Tem 19 anos, durante o ensino fundamental estudou em uma escola pública do seu bairro. Aos 15 anos ganhou uma bolsa de estudos integral em uma escola particular onde teve a oportunidade de integrar um grupo de ciências e robótica, e começar a desenvolver pesquisa cientifica. Desenvolveu um projeto científico para solucionar a problemática da eutrofização que vem matando milhares de animais aquáticos ao redor do mundo, usando a semente de Moringa oleifera.
Ela encontrou uma maneira de remover os altos índices de nitrogênio e fósforo, principais causas desse processo, e assim, garantir a vida aquática em lagos e rios. Seus esforços já fizeram com que ela deixasse a periferia para apresentar seu projeto na NASA e na Universidade de Harvard.” Atualmente ela está trabalhando para expandir seu projeto para ajudar nos recentes desastres aquáticos nos Rios Paraopeba e Doce nas cidades de Brumadinho e Mariana, Minas Gerais.

Evento: Weizmann Talks – Bolsistas 2019 da Escola de Verão do Instituto Weizmann de Ciências
Data: 17 de setembro de 2019 (terça-feira)
Horário: Welcome Coffee 19h30 – Apresentação 20h
Local: Congregação Israelita Paulista (CIP) – Rua Antônio Carlos, 653
Inscrições: Inscrição: e-mail com nome completo e RG para: juliana.weizmannbr@gmail.com