Fernando Lottenberg fala sobre antissemitismo no Brasil e América Latina 

  O presidente do Conselho da Conib, Fernando Lottenberg, participou nesta quarta (19) de um painel no Connections, a conferência internacional da União Mundial para o Judaísmo Progressista (WUPJ), que acontece até sábado (22). A primeira conferência virtual Connections deste ano, intitulada Facing our Jewish Future Together, oferece um programa online com apresentações e eventos de todo o mundo.

Lottenberg participou do painel Antisemitism Where in the world are we (Antissemitismo Onde no mundo nós estamos) ao lado de William Erickson, da Bélgica e Alex Ryvchin, da Austrália. A mediação ficou por conta de Andrew Keene, de Washngton, EUA.

Em sua explanação, Lottenberg fez uma descrição sobre a situação na América Latina, citando peculiaridades regionais como a do Chile, que tem o maior número de palestinos residindo fora do Oriente Médio, mencionando a Argentina, por exemplo, que foi alvo de dois graves atentados terroristas e depois concentrou-se no Brasil.

Primeiro, Lottenberg falou um pouco da presença judaica no País, que se iniciou com o descobrimento. Citou casos ocorridos no Brasil que pediram a ação enérgica da Conib, como o da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande de Sul, que tentou elaborar uma lista dos alunos e professores com origem israelense, em 2015. Falou também de situações mais recentes como a do então presidente do Senado Davi Alcolumbre, atacado nas redes sociais por ser judeu, e do Secretário de Cultura, Roberto Alvim, que emulou a visão de Goebbels em um pronunciamento em vídeo e após reação da Conib e de outros setores, foi afastado.

O combate ao discurso de ódio, a preocupação da Conib neste campo e a criação de um guia em parceria com a Fundação Getúlio Vargas sobre o tema, também foram destacados por Lottenberg.

“Podemos dizer que o Brasil tem sido um lugar seguro para os judeus, para viver e expressar sua identidade judaica das formas mais diversas. Mas, assim como em outras partes do mundo, é necessário estar alerta sobre os assustadores avisos diários da persistência do antissemitismo”, disse.

A programação da conferencia, você confere em https://wupj.org/connections/

O painel você assiste em: https://youtu.be/rCOy-G6ruPQ

Foto: Divulgação