Divulgação Conib

A III Semana de Cultura e Pensamento Judaicos do RN abordou os temas mulheres, judaísmo e combate ao antissemitismo 

A agenda da noite desta quarta (25) da III Semana de Cultura e Pensamento Judaicos do Rio Grande do Norte contou com as presenças do presidente do Conselho Consultivo da Conib, Fernando Lottenberg, que falou sobre o tema “Enfrentando o Antissemitismo no século XXI”, da arquiteta Gilda Zukin que abordou o tópico “Judaísmo e a Mulher: Fatos e Lendas” e do professor Marcos Silva, que falou sobre “Iconografia dos Bnei Anussim”.
“Qual o desafio hoje, como responder ao recrudescimento em escala mundial do fenômeno do antissemitismo. Essa é uma questão que não diz respeito só aos judeus mas a toda sociedade”, disse Lottenberg ao iniciar sua palestra. Em sua exposição, ele discorreu sobre os diferentes tipos de antissemitismo ao longo da história e falou da convergência de três tipos que convivem atualmente: o clássico, expressado por neonazistas e supremacistas; na outra ponta, aquele que está escondido sob a capa do antissionismo, que pretende deslegitimizar a existência de Israel, manifestado pela extrema esquerda, e, por fim, o do fundamentalismo islâmico. Já a fala do professor Marcos Silva teve por ponto de partida uma pesquisa iniciada sobre o cripto judaísmo no Nordeste, mais especificamente em Sergipe. Zilda Zukin citou passagens da Torah e do Zohar para falar da relação da mulher com o judaísmo.
A III Semana Cultura e Pensamento Judaico do Rio Grande do Norte traz hoje às 19h o rabino Samy Pinto com o tema “Shofar, o toque que emociona” e às 19h40 a professora Alana Moraes vai falar sobre “Educação do Holocausto e Uso do Testemunho”. Às 20h20, a rabina Tamara Schagas vai discorrer sobre Teshuvá e às 21h falará o dr. Carlos Eduardo N. Alves.
A programação segue até 30 de agosto.

Texto: Equipe Conib