Antes de viajar para os EUA, Bennett diz que apresentará a Biden “um plano ordenado” para conter as ambições nucleares do Irã 

O primeiro-ministro Naftali Bennett disse neste domingo que pretende apresentar ao presidente dos EUA “um plano ordenado” para conter as ambições nucleares do Irã e seu expansionismo regional, de acordo com Amy Spiro, no Times of Israel.
Bennett irá se encontrar com Biden na quinta-feira, quando, segundo afirmou, apresentará “um plano ordenado que formulamos nos últimos dois meses para conter os iranianos, tanto na esfera nuclear quanto em relação às agressões regionais”.
“Pretendo expor ao presidente Biden que é hora de parar os iranianos, de parar com isso, não de dar a eles uma tábua de salvação na forma de reingressar em um acordo nuclear já expirado”, disse Bennett na manhã deste domingo, no início da reunião de gabinete em Jerusalém. “O acordo com o Irã não é mais relevante, mesmo para os padrões daqueles que um dia pensaram que era”.
Bennett deve viajar para os EUA nesta terça-feira à tarde e se encontrar com Biden na Casa Branca na quinta-feira, antes de retornar a Israel nessa noite. Será a primeira visita oficial de Bennett ao exterior e a primeira vez que Biden se encontra com um primeiro-ministro israelense desde que ele assumiu o cargo no início deste ano.
Apesar da crise contínua de Covid em Israel, “o momento da visita é muito importante porque estamos em um ponto crítico em relação ao Irã”, disse Bennett neste domingo.
O primeiro-ministro destacou que os iranianos estão “avançando rapidamente com seu programa de enriquecimento de urânio e já encurtaram significativamente o tempo que levariam para acumular o material necessário para uma única bomba nuclear”.
Com a participação indireta dos EUA, as potências ocidentais mantiveram meses de negociações com o Irã em Viena no início deste ano, mas as conversas foram interrompidas antes da posse do novo presidente Ebrahim Raisi, no início deste mês.
Embora Bennett tenha enfatizado que a maior parte de sua reunião com Biden se concentrará no Irã, a declaração da Casa Branca sobre a visita de Bennett mencionou planos para discutir “segurança regional e global, incluindo o Irã”, bem como “esforços para promover a paz, segurança e prosperidade para israelenses e palestinos e a importância de trabalhar para um futuro mais pacífico e seguro para a região”.
No domingo, Bennett anunciou que logo após retornar de Washington, receberá a chanceler alemã, Angela Merkel, e, depois, visitará o Cairo para se encontrar “com o presidente egípcio (Abdel-Fattah] el-Sissi), que me convidou”.