Após cobrança de associações judaicas, governadora de SC diz ser contrária ao nazismo

Após cobrança da Confederação Israelita do Brasil (Conib) e da Associação Israelita Catarinense (AIC), a governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), disse expressamente em nota que é contrária ao nazismo.

“Sou contrária ao nazismo, assim como sou contrária a qualquer regime, sistema, conduta ou posicionamento que vá contra os direitos individuais, garantias de segurança ou contra a vida das pessoas, e sinceramente, pensei ter deixado isso claro quando fui questionada”, disse.

Na segunda-feira (26), Daniela foi questionada, na coletiva de imprensa de sua posse, se concordava ou discordava de seu pai sobre o nazismo. José Altair Reinehr é um professor de história que, segundo um dos jornalistas que participou do evento, negou o Holocausto judeu em sala de aula.

Ela também afirmou que compreendeu os pedidos de manifestação. “Consigo entender a reação das pessoas ante o posicionamento que me imputaram, e principalmente porque isso aconteceu de forma injusta. Sou amiga de Israel e dos judeus, e qualquer ilação contrária não corresponde com a verdade”, afirmou.