Após votação tumultuada e com número de mortes por Covid-19 chegando a cinco mil, Israel decide manter lockdown até domingo

O gabinete israelense concordou nesta sexta-feira em estender o bloqueio nacional de Covid-19 até às 7h00 de domingo, após uma votação tumultuada, pontuada por divergências entre o procurador-geral, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o ministro da Defesa, Benny Gantz.

A decisão foi tomada quando o número de mortos por Covid-19 em Israel atingiu 5.000.

Segundo o acordo de compromisso feito e aceito por unanimidade na madrugada desta sexta-feira, o bloqueio será estendido até a manhã de domingo, quando as limitações de deslocamentos individuais serão suspensos. Sob o bloqueio, as pessoas estão restritas a se deslocar a no máximo 1.000 metros de suas casas.

Atividades que não atendem diretamente ao público poderão reabrir no domingo. Também poderão ser reabertos os serviços de retirada em restaurantes, salões de beleza e barbearias. Os parques nacionais e as pousadas também serão reabertos.

Nenhum acordo foi alcançado quanto à reabertura dos jardins de infância. Uma declaração do governo disse que uma decisão sobre isso seria feita após discussões separadas entre os Ministérios da Saúde e da Educação.

Netanyahu saudou o acordo, dizendo que houve apenas pequenas mudanças na proposta inicial do Ministério da Saúde. Ele pediu à população que continue a tomar precauções e a se vacinar.

“À medida que mais pessoas forem vacinadas, com ênfase nos que têm mais de 50 anos, poderemos abrir a economia de maneira gradual, cuidadosa e responsável”, disse ele.

O acordo final foi alcançado após uma reunião de gabinete tumultuada, na qual o procurador-geral Avichai Madelblit anulou uma votação inicial para estender o bloqueio até a noite de domingo, dizendo que sob os termos do acordo de coalizão, a decisão precisava ser unânime.

À iniciativa inesperada, após a meia-noite de quinta-feira, seguiu-se a uma reunião do governo em que Gantz e outros ministros do Azul e Branco se recusaram a endossar a prorrogação do bloqueio.

Netanyahu e Gantz se acusaram mutuamente de ‘brincar’ com as vidas de israelenses na tentativa de ganhar impulso político antes das eleições de março. A discussão se acirrou depois que o Ministério da Saúde divulgou números mostrando que o número de mortes por Covid-19 em Israel já ultrapassa os 5.000.

Mandelblit explicou que não estava bloqueando a extensão do bloqueio, mas, sim, aplicando a Lei Básica de Israel.

Gantz e os demais ministros do partido Azul e Branco se opuseram à decisão de estender o bloqueio, que expiraria às 7h desta sexta-feira, a menos ou até que houvesse um plano de saída claro para apresentar à população.

Netanyahu convocou uma votação para estender o bloqueio até a meia-noite de domingo, dizendo que o gabinete se reunirá novamente no domingo e reavaliará a situação em uma tentativa de começar a formular um plano para sair do bloqueio, agora entrando em sua quinta semana.

Mas o Azul e Branco votou contra e apelou para Mandelblit, que cancelou a votação. Furioso, Netanyahu acusou Gantz e Madelblit de conluio.

Gantz “quer o máximo de morbidez possível para poder vencer as eleições”, acusou Netanyahu, de acordo com o site de notícias Ynet. “Você está condenando muitos israelenses a uma morte terrível”, completou.

Gantz rebateu: “Não venha com suas histórias e não tente me ensinar sobre o valor da vida”.

Após a votação, Netanyahu criticou os ministros do Azul e Branco.

“Vocês estão levando a morte para o povo”, disse Netanyahu citado pelo Ynet.

Minutos antes da votação, o Ministério da Saúde anunciou que Israel havia ultrapassado a marca sombria de 5.000 mortos por Covid-19.

Números do ministério mostraram que havia 1.040 pessoas em estado grave e 7.439 novos casos registrados na quarta-feira. Israel tem lutado para reduzir o número de infecções, apesar de sua campanha de vacinação avançada.

Na noite de quinta-feira, 3.369.379 pessoas haviam recebido a primeira dose da vacina da Pfizer. Dessas, 1.965.657 receberam as duas doses.

Foto: Marc Israel Sellem/POOL