Brasileiro infectado é o primeiro a receber a pílula contra Covid em Israel

O economista brasileiro Simcha Neumark, de 33 anos, foi o primeiro a receber a pílula da Pfizer contra a Covid. Ele mora em Jerusalém desde 2013, foi diagnosticado com a doença na sexta-feira (31). No domingo (2), ele foi escolhido para ser o primeiro a receber o remédio após procurar atendimento em seu plano de saúde.

Ele tem Doença de Crohn e, por isso, segundo ele, as vacinas contra Covid-19 não resultaram na produção de anticorpos, apesar de ter sido vacinado cinco vezes – três em Israel e duas no Brasil, para onde viaja com frequência a trabalho. Neumark conta que teve febre muito alta, dor de garganta e dores de cabeça muito fortes. Mas, algumas horas depois de tomar a medicação, já não sentia mais nada.

Em poucas semanas, Israel passou de uma quase normalidade para cerca de 10 mil casos diários. A expectativa é que em breve esse número dobre. O país já começou a vacinar com a quarta dose os maiores de 60 anos e espera incluir outras faixas etárias no programa de vacinação. Uma pesquisa realizada no Centro Médico Sheba, o maior hospital do país, demonstrou que a quarta dose aumentou em cinco vezes o nível de anticorpos em pessoas que foram imunizadas com a terceira há mais de quatro meses.