Foto: CIAM

Cemitério judaico de Parintins, no Amazonas, é tombado

O cemitério judaico de 150 anos de Parintins, um marco da presença judaica no Amazonas, foi tombado no dia 21 de dezembro em cerimônia que contou com a presença de representantes da comunidade judaica e de autoridades locais. O estado do Amazonas conta com cinco cemitérios israelitas.

Participaram da solenidade de tombamento o presidente do Comitê Israelita do Amazonas (CIAM), David Israel, e Anne Benchimol, vice-presidente da instituição, além de outros representantes da comunidade, como o publicitário Leão Azulay e o médico Jacob Cohen, o prefeito Frank Luiz da Cunha Garcia e os vereadores Mateus Assayag, Flávio Farias, Babá Tupinambá, Sebastião Teixeira e Márcia Baranda.

Acredita-se que o cemitério tenha sido fundado em 1850, uma vez que há lápides de judeus datadas de 1860.

A lei de tombamento do Cemitério Judaico de Parintins é de autoria do vereador Maildison Fonseca, aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal de Parintins no dia 10 de abril de 2017 e sancionada pelo prefeito Frank Luiz da Cunha Garcia no dia 25 de abril de 2017.