Divulgação CBC

Cidade gaúcha é cenário de filme sobre refugiados judeus

O longa-metragem “Barão Hirsch – O Judeu de Quatro irmãos”, retrata a história do homem considerado o ‘Moisés das Américas’, que salvou milhares de judeus do Holocausto. O município de Quatro Irmãos, no norte do Rio Grande do Sul, é reconhecido simbolicamente como a capital brasileira dos judeus e se tornou cenário de um filme que contará a história do Barão Hirsch, considerado o ‘Moisés das Américas’, que salvou milhares de judeus do Holocausto e enviou ao estado refugiados oriundos da Bessarábia e de todo o Leste Europeu no século passado.

O filme, que conta com elenco consagrado, já está com 45% das cenas captadas. “Iniciamos as gravações em 2019 e mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia, seguimos com o trabalho. Já rodamos cenas importantes, como as que retratam a realidade dos campos de concentração”, conta o diretor do filme, Osnei Lima. As filmagens do longa-metragem devem ser concluídas nos primeiros meses de 2022 e o lançamento deve ocorrer até o final do próximo ano. “Já recebemos convites para exibição da obra em Israel, Londres e nos Estados Unidos”, destaca Osnei.

“Barão Hirsch – O Judeu de Quatro irmãos” tem o apoio da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS). Conforme o presidente da entidade, Sebastian Watenberg, retratar a história desta parte da comunidade judaica gaúcha é fundamental para a preservação da memória. “Os descendentes dos judeus que foram acolhidos pelo Barão Hirsch se espalharam pelo estado e pelo Brasil. A história de muitas famílias nem existiria se não fosse a iniciativa humanitária deste homem e além do contexto histórico, o filme se torna extremamente relevante especialmente por isso”.