Conib encaminha recomendações às federadas sobre o COVID-19

A Conib enviou mensagem às federações israelitas sobre o avanço da epidemia de COVID-19, recomendando os cuidados necessários e ações de proteção às comunidades judaicas e lembrando que o surto no País está apenas começando e que a infecção deverá se espalhar por todo o território.

A Conib se dispõe a ajudar no que for necessário, tanto em termos de esclarecimentos como em contatos com autoridades.
Entre as medidas estão:

– Acompanhar as diretrizes do Ministério da Saúde, mas não se limitar apenas a elas;

– Informar a comunidade sobre as formas de prevenção de contágio;

– Evitar aglomerações nas entidades e eventos comunitários (pedir às pessoas para manterem distância mínima de 1 metro entre elas);
– Evitar cumprimentos físicos;

– Evitar o compartilhamento de utensílios como copos de Kidush e etc.;

– Disponibilizar recipientes com álcool em gel;

– Recomendar a higienização das mãos e o uso de álcool em gel a todos os frequentadores ao entrar nas entidades;

– Recomendar o uso de máscaras para aqueles que apresentem sintomas respiratórios e/ou pedir que evitem comparecer às entidades;

– Solicitar que pessoas que chegaram do exterior há menos de 14 (quatorze) dias evitem comparecer aos eventos comunitários;

– Solicitar a notificação de sintomas e de casos;

– Dar atenção especial aos membros mais vulneráveis e com maior risco: idosos e pessoas com doenças crônicas e com o sistema imunológico debilitado;

– Em caso de transmissão comunitária, recomendamos reavaliar a realização de encontros e eventos.

Novas diretrizes poderão ser enviadas de acordo com o desenvolvimento da situação. “Nosso objetivo é mitigar os efeitos da crise que parece se aproximar, evitar a transmissão dentro da comunidade e apoiar nossos membros mais vulneráveis”, diz o documento, assinado por Octavio José Aronis, Diretor de Segurança Institucional, e Leslie Sasson Cohen, Coordenadora de Segurança.