Somodevilla/Getty Images

Conib felicita presidente da OEA por criação de cargo para monitorar e combater o antissemitismo

  A Conib enviou carta ao secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, cumprimentando-o pela decisão de criar um cargo especial dentro da OEA para monitorar e combater o antissemitismo. Diz a carta:

“A Confederação Israelita do Brasil, representante da comunidade judaica brasileira, recebe com satisfação e reconhecimento a notícia da criação do cargo de Comissário para o Antissemitismo, que ajudará a combater o flagelo do ódio anti-judaico na região.

Expressamos nosso apoio à esta inciativa, que garantirá a luta contra a crescente onda de antissemitismo no mundo, especialmente no hemisfério norte-americano, e nos colocamos à sua disposição para ajudar a implementar esta iniciativa aqui no Brasil.

Receba nossos cumprimentos com nossos sinceros votos de estima e consideração”, Claudio Lottenberg, presidente da Conib, e Julio K Mandel, secretário-geral da instituição.

Almagro anunciou a decisão nesta terça-feira (8) durante o Fórum Mundial Virtual de 2021 do American Jewish Committee – Comitê Judaico Americano (AJC).

“As principais responsabilidades do comissário serão promover a adoção e implementação por todos os países da região da definição de antissemitismo da Aliança Internacional de Recordação do Holocausto (IHRA) e envolver vigorosamente os estados e as organizações da sociedade civil para aumentar a conscientização sobre a necessidade de permanecer alerta a todas as formas de antissemitismo, disse Almagro durante o evento.

O CEO da AJC, David Harris, também elogiou a decisão afirmando que Almagro “está fazendo história”. “Que o mundo saiba que a coragem e a clareza moral têm seu lugar no escritório do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, que acaba de fazer história”.

Outras organizações judaicas latino-americanas, como a Tribuna Israelita do México, também elogiaram a iniciativa de Almagro de criar o cargo de Alto Comissário para Monitoramento e Combate ao Antissemitismo, que “ajudará a combater o flagelo do antissemitismo na região”.

Cargos semelhantes de monitoramento e combate ao antissemitismo também foram criados na Europa, Canadá e Estados Unidos. “Estamos confiantes de que nosso hemisfério precisa estar adequadamente preparado para enfrentar as crescentes ameaças do antissemitismo, da mesma forma que muitas outras nações e organismos internacionais democráticos o fizeram”, disse Almagro.

Em junho de 2019, também no Forum Global do AJC, Almagro anunciou a adoção pela OEA da definição de antissemitismo da Aliança Internacional de Recordação do Holocausto (IHRA). Na ocasião, ele denunciou que “o Irã e o Hezbollah mantêm uma base sólida de operações na América do Sul através do apoio da narcoditadura de Nicolás Maduro”.

Foto: Somodevilla/Getty Images, publicada em Veja