Diário em vídeo de Anne Frank: o retrato do isolamento durante a Segunda Guerra Mundial

E se Anne Frank tivesse uma câmera em vez de um diário?

Estreou no último dia 26 de março, uma websérie no YouTube produzida pela Anne Frank House em parceria com a Every Media, baseada no diário de Anne Frank. Luna Cruz Perez, de 13 anos, interpreta Anne Frank e traduz o diário de Anne de papel para vídeo. Os episódios já disponíveis somam, juntos, mais de 1 milhão de visualizações.

A série segue Anne a partir de 29 de março de 1944. Ela tem 14 anos e vive escondida há mais de um ano e meio, junto com seus pais Otto e Edith, irmã Margot, Auguste e Hermann van Pels, seu filho Peter e Fritz Pfeffer. Anne filma a si mesma e aos eventos no Anexo Secreto, relembra o tempo antes de se esconderem, fala sobre a guerra e compartilha seus pensamentos e sentimentos mais profundos. O diário em vídeo termina em 4 de agosto de 1944, quando Anne e as outras sete pessoas do Anexo Secreto, bem como dois de seus ajudantes não judeus, são presos.

O diário em vídeo consiste em quinze episódios e pode ser visto em mais de 60 países no youtube.com/annefrank. A série é em holandês, porém as legendas são fornecidas em alemão, inglês, português e espanhol. Novos episódios são enviados todas as segundas e quintas-feiras às 16:00 Amsterdã/CET.

Os primeiros episódios do diário de vídeo de Anne Frank já estão no ar, confira! https://www.youtube.com/AnneFrank

Todas as quintas-feiras, a Anne Frank Youth Network está promovendo uma watch party via Zoom para que as pessoas assistam ao novo episódio juntos. O link é o https://zoom.us/meeting/register/uZwqdeCppzItAuVO4vPZMikxDFuifI4t2w

Rede Jovem Anne Frank Brasil

Presente em três cidades – Cabreúva, Santos e Belo Horizonte, a Rede Jovem Anne Frank Brasil reúne jovens interessados na história de Anne Frank que se unem com o propósito de defender a igualdade, a liberdade e a promoção da democracia por meio do diálogo e da comunicação não violenta. Atualmente com 64 jovens, a Rede no Brasil realiza atividades culturais e educativas, com base no Programa Educativo Anne Frank desenvolvido pela Anne Frank House em Amsterdã. Há ainda hubs em São Bernardo do Campo, Teresina e um sendo implantado em São Paulo. Em 2019 quase 300 atividades Anne Frank foram promovidas no país. Todo o empenho e, em especial, o engajamento dos seis Hub´s Anne Frank e o protagonismo dos jovens integrantes da Rede Jovem Anne Frank pelo país, (colocaram o Brasil em posição de destaque em número de atividades Anne Frank no mundo). Suas atividades, que trazem a história de Anne Frank e fatos históricos relacionados ao período da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto, são importantes ferramentas de diálogo e reflexão em meio a um momento desafiador no país – com o aumento dos crimes de intolerância e a crescente retomada de grupos que resgatam discursos fascistas.

E é neste contexto que Anne Frank surge como inspiração. Dando aos jovens papel central

nas mudanças necessárias na sociedade, por meio do diálogo e comunicação não violenta,

assegurando a democracia e a igualdade.

Online: período de isolamento social conecta Rede pelo mundo

2020 começou a todo vapor com as atividades Anne Frank no Brasil. Nos primeiros três meses foram realizadas reuniões, treinamentos Toolkit em duas cidades (Cabreúva e Santos). A exposição Aprendendo com Anne Frank, que havia iniciado em Teresina, foi um grande sucesso, chamando a atenção da imprensa local para a atividade. Ainda, em São Bernardo, a mesma exposição, contou com a presença especial dos jovens da Rede Jovem Anne Frank Santos, que foram monitores por um dia.

Porém, por conta da pandemia do novo coronavírus, as atividades presenciais foram suspensas e aguardam a mudança do cenário para que possam ser retomadas.

Entretanto, o isolamento social não foi motivo para que os jovens participantes da Rede Jovem Anne Frank pelo país parassem suas atividades. Com as ferramentas de comunicação on-line, o grupo que conta com 64 participantes tem se reunido semanalmente para definir as estratégias de ações, sendo uma importante rede de protagonismo.

No início de abril, um webinar sobre os 75 anos da libertação da Europa do regime nazista reuniu 49 jovens representantes de diversos países para falar sobre liberdade. Da ação, uma campanha mundial será publicada nas redes sociais da Anne Frank Youth Network que contará com conteúdo produzido pelos jovens brasileiros.