Em live no Instagram, Fernando Lottenberg fala sobre as conquistas da Conib

O presidente da Conib, Fernando Lottenberg, participou de live neste domingo (13) com Ronaldo Gomlevsky, empresário, advogado, jornalista e editor da Revista Menorah.

Lottenberg falou sobre as atividades da Conib e fez uma avaliação de sua gestão como presidente da instituição: “Estou ciente de que fiz o meu melhor. Encontrei a Conib já numa curva ascendente e (a instituição) acabou se tornando mais conhecida dentro da comunidade e fora dela. Hoje, a Conib é reconhecida tanto em Brasília, como em Washington e Jerusalém”.

Lottenberg falou sobre as conquistas da Conib, como a lei antiterror: “Tivemos o apoio de autoridades, ministros e da Polícia Federal e hoje certamente temos um país mais seguro com essa lei”. Falou também sobre a mudança na questão do Enem, cuja prova era realizada aos sábados, e sobre a implantação do ensino do Holocausto nas escolas. “No Ceará, já treinamos dois mil professores para o ensino do Holocausto”.

Lottenberg falou ainda sobre as missões parlamentares. “Estamos na quinta missão”. Esse trabalho, destacou Lottenberg, é importante porque sabemos que o Oriente Médio que aparece na mídia não é necessariamente o OM real. “A troca de informações entre interlocutores de alto nível contribui para isso. A última missão que enviamos foi de juízes, que conheceram de perto a Suprema Corte de Israel e puderam ver como funciona, quem pode peticionar, qual é o sistema de justiça de lá e como os juízes são escolhidos”.

“Nosso projeto maior nestes últimos dois anos foi combater o discurso de ódio. Embora o problema sempre tenha existido, com as redes sociais a questão vem ganhando outra dimensão”. “Estamos atuando em várias frentes. A primeira é a de sensibilizar o Judiciário para a questão. Hoje você vê no Supremo Tribunal Federal e em outros tribunais os limites à liberdade de expressão colocados de maneira muito clara”.

Lottenberg falou ainda sobre a questão do antissemitismo e sua participação em fóruns internacionais para discutir o problema, como em recente evento na ADL.

Assista ao debate no link: https://www.instagram.com/tv/CFF0EUUpqGT/