Especialista dos EUA destaca eficácia das vacinas e elogia campanha em Israel

Em uma coletiva de imprensa na quarta-feira, o Dr. Anthony Fauci, o mais experiente especialista do governo dos EUA em coronavírus, citou a campanha de inoculação de Israel como prova da eficácia das vacinas Covid-19, ao mesmo tempo em que observou sua campanha de vacinação altamente eficiente.

“Quando você olha para o (número de) vacinações por 100 pessoas, Israel está lá com 78 doses por 100 pessoas, em comparação com os Estados Unidos, que tem 16,7 doses por 100 pessoas”, disse Fauci à mídia por videoconferência. “Portanto, temos ouvido e visto na imprensa que Israel tem uma diminuição notável nos casos associados à eficiência de sua vacina”.

Fauci explicou que a campanha de inoculação israelense pode mostrar como as vacinas podem ter um efeito social na redução do impacto do Covid-19.

Ele disse que os dados mostram que as vacinas protegem as pessoas e têm “implicações muito importantes do ponto de vista da saúde pública, por interferir e diminuir a dinâmica do surto”.

Um grande estudo realizado pelo maior provedor de saúde de Israel, Clalit, revelou que a vacina Pfizer-BioNTech é 94 por cento eficaz na prevenção do Covid-19 sintomático e 92% eficaz na prevenção de casos graves da doença.

Outro estudo feito na quarta-feira pela organização de manutenção da saúde Maccabi mostrou a eficácia da vacina em 95 por cento, a taxa exata prevista pela Pfizer em seus testes clínicos.

Maccabi também disse que de 602.000 pessoas vacinadas, apenas 608 foram infectadas e nenhuma morreu.

Ambos os estudos analisaram os dados daqueles considerados totalmente vacinados, o que ocorre pelo menos uma semana após a segunda dose da vacina.

No início da semana, foi anunciado que Fauci ganhou o prestigioso Prêmio Dan David de Israel para 2021 por uma vida inteira de liderança na pesquisa de HIV e alívio da AIDS, bem como sua defesa das vacinas contra Covid-19.

Foto: Alex Brandon, AP