Filme de Bollywood deve iniciar produção em Jerusalém

Espera-se que o projeto seja parcialmente financiado pelo governo israelense como parte dos esforços feitos pelo Ministério das Relações Exteriores para incentivar a cooperação entre as indústrias cinematográficas dos dois países.

A decisão de co-financiar o projeto foi feita por vários ministérios do governo que devem fornecer até NIS 1 milhão. O objetivo é ter um longa-metragem de Bollywood mostrando a paisagem de Jerusalém.

Um produtor de Bollywood já teria chegado a Israel e estaria examinando possíveis locais de filmagem. Ainda não está claro, no entanto, qual filme será filmado em Israel.

A indústria cinematográfica indiana de Bollywood é a maior e mais prolífica indústria cinematográfica do mundo. Em 2017, cerca de 2.000 filmes foram produzidos apenas na Índia, 364 em Bollywood, em Mumbai.

Os filmes de Bollywood são considerados os mais populares e lucrativos da Índia, arrecadando 43% das receitas de bilheteria em todo o subcontinente.

Na Índia, cujos residentes somam mais de 1,3 bilhão de pessoas, os filmes de Bollywood atraem grandes multidões. O mesmo acontece em toda a Ásia, assim como em municípios que não têm um relacionamento diplomático com Israel, como Paquistão, Bangladesh e Malásia.

Além disso, a diáspora indiana ao redor do mundo, também segue os desenvolvimentos no cinema indiano.

Nos últimos anos, tem havido várias tentativas de aproximar o cinema israelense e indiano, sob a alçada de diferentes ministérios do governo. Israel e a Índia assinaram um acordo de cooperação para encorajar os esforços bilaterais do cinema por meio de apoio governamental. Isso culminou com a visita do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, e do vice-ministro, Michael Oren, aos sets de filmagem de Bollywood em Mumbai durante a visita oficial ao país. Um videoclipe de um filme de Bollywood chamado “Drive”  já foi rodado em Israel e deve ser lançado em breve.

Em dezembro de 2017, o Ministério das Relações Exteriores recebeu produtores de cinco grandes empresas de produção de Mumbai, a fim de apoiar a cooperação entre os dois países no cinema. Os esforços começaram a dar frutos, e Israel será o foco do próximo Festival Internacional de Cinema de Goa, realizado em novembro.

Após o aquecimento das relações entre Israel e Bollywood, o movimento Boicote, Desinvestimento e Sanções encorajou a indústria a boicotar Israel, e “não permitir que ele use estrelas indianas para limpar sua imagem, enquanto viola os direitos humanos palestinos”.