Israel adota novas medidas para quem entra e sai do país para conter a onda de Covid-19; regras entram em vigor na sexta 

Israel adotou novas medidas, que devem entrar em vigor na sexta-feira (16), para conter a onda de coronavírus e a disseminação da variante Delta que vem crescendo no pais, de acordo com matéria no Jerusalem Post.
Veja abaixo as novas exigências:
– Fazer teste de Covid ao sair e ao chegar em Israel
– Não viajar para países perigosos, ou seja, aqueles com altas taxas de infecção. Os países vermelhos são: Uzbequistão, Bielo-Rússia, Brasil, África do Sul, Índia, México e Rússia.
– Qualquer pessoa que retornar de um país considerado de risco deve entrar em isolamento
– Qualquer pessoa, vinda de qualquer lugar, vacinada ou não, deve ficar isolada por 24 horas, ou até receber um resultado negativo do teste Covid — o que ocorrer primeiro
– Crianças menores de 12 anos não vacinadas devem ficar em isolamento por no mínimo 10 dias. O mesmo vale para qualquer pessoa que não estiver vacinada ou recuperada da doença.
Os países de alto risco que exigem isolamento são: Emirados Árabes Unidos, Seychelles, Equador, Etiópia, Bolívia, Guatemala, Honduras, Zimbábue, Zâmbia, Namíbia, Paraguai, Chile, Colômbia, Costa Rica, Quirguistão e Tunísia.
As novas determinações também recomendam que as pessoas confiram os regulamentos dos países de destino antes de sair de Israel.