Arquivo pessoal

Jacques Ribemboim é eleito para a Academia Pernambucana de Letras

Graduado em engenharia mecânica (1982) e em ciências econômicas (1995) pela UFPE, o professor Jacques Alberto Ribemboim foi eleito no último dia 20 para ocupar a cadeira de número 7 da Academia Pernambucana de Letras, em substituição ao acadêmico Jose Luiz Mota Menezes, que faleceu recentemente. Ribemboim é o primeiro judeu a integrar a Academia Pernambucana de Letras. Ele foi eleito com 19 votos. Além dele, concorreram à vaga Melchiades Montenegro Filho e Josué Antônio Sena.

À CONIB, ele declarou: “Para mim, foi uma grande honra ter sido eleito para a Academia Pernambucana de Letras, uma das primeiras do país, fundada em 1901. Ainda mais para a Cadeira de número 7, que pertenceu ao arquiteto José Luiz Mota Menezes, responsável pela restauração da Sinagoga Kahal Tzur Israel, a primeira sinagoga pública das Américas. Como primeiro judeu a integrar a APL, minha eleição se reveste da maior responsabilidade. No Recife, a nossa keilá é relativamente pequena, em torno de quinhentas famílias. Apesar disso, a comunidade judaica assinala uma presença distintiva no estado, desde os primórdios da colonização. Olinda quinhentista foi o maior centro de criptojudaísmo do Novo Mundo. Um de seus moradores, o cristão-novo Bento Teixeira, foi o autor da primeira obra literária escrita no Brasil, com seu épico “A Prosopopeia”. Espero que a minha atuação na Academia Pernambucana de Letras possa contribuir para ampliar o conhecimento acerca dessa história de cinco séculos”.