Líderes judeus globais se reúnem em videoconferência para atender às necessidades da comunidade após o coronavírus

Enquanto muitas comunidades judaicas lutam para se manter à tona em meio à pandemia do COVID-19, líderes judeus de todo o mundo convocaram uma videoconferência na terça-feira para se preparar para o fim da crise.

Os líderes de 30 organizações regionais realizaram um fórum de mesa redonda convocado pela Agência Judaica de Israel e pelo Ministério de Assuntos da Diáspora de Israel para avaliar as implicações devastadoras do coronavírus nas comunidades e as etapas para atender às necessidades mais prementes.

A discussão incluiu a necessidade de assistência para enfrentar a crise; como coletar e distribuir efetivamente a ajuda; promovendo unidade e entendimento; atender às necessidades atuais e futuras da educação judaica; e preparação para futuros surtos de antissemitismo.

Foi solicitado a cada organização que fosse representada apenas por um presidente e/ou CEO para garantir que o fórum incluísse aqueles com autoridade para tomar decisões políticas significativas.

“Pela primeira vez na história do Estado de Israel, estabelecemos um fórum formal para ajudar comunidades judaicas em todo o mundo”, disse o presidente da Agência Judaica Issac Herzog em comunicado. “Isso não pretende ser uma resposta de emergência para uma comunidade específica, mas sim entender, mapear e ajudar as comunidades durante um período de reabilitação que se espera que seja longo e, em alguns casos, cansativo”.