Ministro do Bahrein se reunirá com Netanyahu e Pompeo em Jerusalém na quarta-feira

O ministro das Relações Exteriores do Bahrein, Abdullatif bin Rashid Al-Zayani, visitará Israel pela primeira vez nesta quarta-feira (18), segundo confirmou o Ministério das Relações Exteriores.

Al-Zayani deve se reunir com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o ministro das Relações Exteriores Gabi Ashkenazi e o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, que estará em Israel de quarta a sexta-feira.

Ainda não está claro se Israel e Bahrein assinarão acordos durante a visita de Al-Zayani, embora Jerusalém pretenda iniciar voos diretos entre os países o mais rápido possível.

O gabinete ratificou o acordo de normalização com o Bahrein no domingo.

“Este é o produto de um esforço contínuo que temos conduzido ao longo dos anos, um esforço para expandir o círculo de paz, para trazer a paz verdadeira”, disse Netanyahu no início da reunião .

No mês passado, o governo ratificou acordo semelhante com os Emirados Árabes Unidos.

Ambos os pactos foram intermediados pela administração do presidente dos EUA, Donald Trump, sob o título de acordos de Abraão. Também foi alcançado um terceiro acordo, com o Sudão.

“O estabelecimento de relações pacíficas e normalização com Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Sudão constitui uma grande conquista para o Estado de Israel”, disse Netanyahu.

Ele agradeceu a Trump, ao Rei Hamad bin Isa Al Khalifa do Bahrein e a todos que ajudaram – aberta e secretamente – a realizar esses “movimentos históricos”.

Irã e China também estão na pauta do encontro de Pompeo com Netanyahu.

Pompeo também deve visitar Emirados Árabes Unidos, Catar e Arábia Saudita durante sua viagem pela região, que termina no dia 23 de novembro.

Em entrevista coletiva antes da viagem, que começou no sábado com uma parada na França, funcionários do Departamento de Estado disseram que o governo Trump ainda está de olho em ‘mais negócios’.

Relatos da mídia indicaram que Pompeo pode visitar a vinícola Psagot, que está localizada no Parque Industrial Sha’ar Binyamin na Cisjordânia, bem como o local do batismo de Jesus no Vale do Jordão e no Golã. O Jerusalem Post confirmou que Pompeo está de fato avaliando uma visita à vinícola.

O Departamento de Estado se recusou a comentar os detalhes da visita de Pompeo.