Morre Edgar Bronfman, ex-presidente do Congresso Judaico Mundial. Ele dirigiu a entidade por 28 anos

Edgar Bronfman, ex-presidente do Congresso Judaico Mundial, morreu neste sábado, dia 21 de dezembro, em Nova York, aos 84 anos. Ele presidiu a entidade de 1979 a 2007.

Entre suas realizações, está a obtenção de mais de um bilhão de dólares de bancos suíços em reparação para as vítimas do Holocausto e seus herdeiros. Foi também um dos arquitetos da liberação dos judeus da então União Soviética.

“Edgar foi o líder indiscutível do judaísmo da Diáspora, conhecido onde quer que fosse. Um fervoroso ativista contra o antissemitismo e todas as formas de racismo”, declarou seu sucessor na presidência, Ronald Lauder.

"Em nome do Congresso Judaico Mundial e de nossas 100 comunidades judaicas filiadas em todo o mundo, estendo as minhas condolências à esposa Jan, aos irmãos, aos filhos e aos muitos netos. Que sua memória seja uma bênção", disse Lauder.

Leia mais no site do WJC, no Forward, no jornal O Globo e na Folha.com.


Edgar Bronfman. Foto: WJC.