Noruega prende suspeito de ataque a restaurante judaico de Paris em 1982

A polícia da Noruega prendeu um homem procurado por envolvimento no atentado contra um restaurante de propriedade de judeus em Paris, em 1982.

A França há anos solicita a extradição de Walid Abdulrahman Abu Zayed, que se acredita ter feito parte da célula terrorista palestina que executou o ataque.

Um porta-voz da polícia norueguesa não revelou o nome do suspeito, mas disse que ele foi preso em Skien, a pequena cidade ao sul de Oslo onde Abu Zayed mora, e que uma ordem de extradição da França está sendo estudada.

Seis pessoas foram mortas em agosto de 1982, quando os agressores jogaram uma granada no restaurante Chez Jo Goldenberg e, em seguida, invadiram com metralhadoras.

O ataque foi atribuído à Organização Abu Nidal, que era vista nas décadas de 1970 e 1980 como um dos grupos militantes palestinos mais violentos.

A esposa de Abu Zayed disse à AFP em 2015 que a acusação contra seu marido era um caso de “identidade trocada”.

“Meu marido nunca matou ninguém. Ele nunca foi à França”, disse a mulher, que não revelou seu nome completo.