Orador em Harvard, Spielberg alerta para aumento do antissemitismo

Orador na cerimônia de formatura de Harvard, Steven Spielberg disse que, quando criança, sofreu bullying por ser judeu. "Isso foi desagradável, mas em comparação com o que os meus pais e avós tinham enfrentado, parecia manso. Porque nós realmente acreditávamos que o antissemitismo estava desaparecendo. E estávamos errados: Nos últimos dois anos, cerca de 20 mil judeus deixaram a Europa para encontrar um lugar melhor. No início de 2016, eu estava na embaixada de Israel quando o presidente Obama declarou a triste verdade: 'Temos de enfrentar a realidade de que em todo o mundo o antissemitismo está em ascensão. Não podemos negá-lo'".

Como acabar com essa história de nós contra eles, com o ódio, as atrocidades, não apenas o antissemitismo, perguntou o cineasta: "Como podemos todos achar o 'nós'? A única resposta é: mais humanidade".

No pronunciamento bem-humorado, apesar dos temas abordados, Spielberg também falou sobre a importância do estudo da história – em contraponto à maior parte da ficção que criou – e, com uma alfinetada certeira, sobre as eleições presidenciais nos EUA.