“Os Acordos de Abraão precisam ser nutridos para não desaparecerem”, diz Kushner no primeiro aniversário do pacto

No primeiro aniversário dos Acordos de Abraão, o ex-assessor da Casa Branca Jared Kushner advertiu que os benefícios do pacto que ele ajudou a intermediar no ano passado podem desaparecer se não forem “nutridos”, segundo matéria de Jacob Magid, no Times of Israel. “Se esses acordos não forem nutridos, corremos o risco de vê-los retroceder, mas se os nutrirmos de forma adequada, o potencial para que se expandam é enorme e pode superar nossas expectativas”, disse Kushner em evento realizado em Washington para marcar o primeiro aniversário da assinatura do pacto. Durante a visita do primeiro-ministro Naftali Bennett aos EUA, no mês passado, o presidente Joe Biden disse que trabalhará para desenvolver os acordos que Israel assinou com os Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Marrocos, Sudão e Kosovo no ano passado, além de buscar a adesão de outros países do mundo árabe e muçulmano dispostos a estabelecer laços diplomáticos com o Estado judeu.