Pesquisador alemão encontra vídeo que mostra soldados árabes lutando com os nazistas


Hitler recebe o mufti de Jerusalém, em 1941. Foto: Divulgação.

O pesquisador Stefan Petke da Universidade Técnica de Berlim, encontrou um raro vídeo sobre a participação de tropas árabes no esforço de guerra nazista no Norte da África.

Os nazistas começaram a recrutar soldados árabes em 1941, para tentar implementar um regime pró-nazi no Iraque, em parceria com o mufti de Jerusalém, Amin Al Husseini, líder muçulmano de influência equivalente na época à do papa para os católicos. O mufti chegou a ser recebido por Hitler.

Na opinião dos nazistas, “os árabes não eram bons soldados”, afirma Petke. “Na Tunísia, em 1943, foram um “fracasso completo, viraram auxiliares, longe do front”.

Até o momento, o pesquisador não descobriu se os soldados árabes estiveram envolvidos no extermínio de judeus. Não havia no Norte da África campos de extermínio, mas sim campos de trabalhos forçados. Os judeus morriam de desidratação e pelas más condições de trabalho.

Os alemães procuraram conquistar os árabes com a propaganda de que eles atuavam como “força de libertação”.

ASSISTA AO VÍDEO.

Leia mais.