Presidentes de Israel, Alemanha e Ucrânia homenageiam vítimas do massacre de Babi Yar 

Os presidentes da Ucrânia, Israel e Alemanha prestaram homenagem nesta quarta-feira (6) às vítimas do massacre de Babi Yar, uma ravina de Kiev onde dezenas de milhares de judeus foram fuzilados pelos nazistas em 1941, de acordo com matéria da AFP. “Babi Yar é uma tragédia comum aos povos judeu e ucraniano, uma página negra horrível na história mundial”, declarou o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, ao lado dos presidentes de Israel, Isaac Herzog, e da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier. “Devemos lutar contra o mal, a crueldade e não esquecer a catástrofe a que o silêncio, o antissemitismo e o racismo podem nos levar”, afirmou Herzog. “Isso me dói e me deixa com raiva porque o antissemitismo está ganhando força novamente na Alemanha”, lamentou Steinmeier. “Para nós, alemães, só pode haver uma resposta para essa questão: nunca mais”, completou. Durante as homenagens foi inaugurado um “Muro das Lamentações de vidro”, obra de 40 metros de altura incrustada com quartzo criada pela artista sérvia Marina Abramovic. O muro foi encomendado pela fundação Babyn Yar Holocaust Memorial Center.