Rabino Ruben Sternschein aborda o uso de bandeiras de Israel em manifestações na Avenida Paulista

Em artigo em O Estado de S.Paulo, o rabino Ruben Sternschein, da Congregação Israelita Paulista (CIP) e doutor em Filosofia Judaica pela USP, fala sobre o uso de bandeiras israelenses em recentes manifestações na Avenida Paulista e afirma que essa iniciativa não representa Israel. “As bandeiras de Israel na Avenida Paulista não representam Israel – qualquer que seja seu governo – nem seu povo, nem o judaísmo. Todos eles estão fora do debate local. Embora seja uma alegria conferir qualquer tentativa de aproximação à nossa cultura ancestral e a nossos valores milenares, eles, acima de tudo, pregam o respeito à vida, à liberdade, à democracia, à pluralidade, à ciência e aos Direitos Humanos”. Além disso, diz o rabino, a exibição dessas bandeiras não foi coordenada com a embaixada, nem com o consulado, ou com o governo de Israel. Leia a íntegra do artigo.