Rara gravação de 1938 mostra vida em shtetl na Polônia


Reprodução.

No início da década de 1920, 550 judeus viviam no shtetl [vilarejo, em iídiche] de Wielopole Skrzyńskie, na Polônia. Eles constituíam metade da população.

David Teitelbaum, um fotógrafo que nasceu lá e emigrou para os Estados Unidos no início do século 20,  voltou várias vezes à Polônia para visitar a família.

Ele filmou duas destas visitas, em 1938 e 1939 [sua última viagem ao país]. ASSISTA.

Em 26 de junho de 1942, todos os judeus de Wielopole foram deportados para o gueto em Ropczyce. Um grande número de doentes e idosos foram assassinados antes mesmo de chegarem lá.