Trump anuncia Pacto de Defesa Mútua com Israel

O presidente Donald Trump e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu discutiram por telefone a adoção de um Pacto de Defesa Mútua entre EUA e Israel e pretendem continuar as negociações sobre esse acordo após as eleições israelenses do dia 17.

“Eu tive uma conversa hoje (14) por telefone com o primeiro-ministro Netanyahu para discutir a possibilidade de avançar com um Tratado de Defesa Mútua, entre os Estados Unidos e Israel, que reforçará ainda mais a grande aliança entre nossos países”. “Estou ansioso para continuar essas discussões depois das eleições israelenses, quando nos encontrarmos nas Nações Unidas no final deste mês”, disse Trump.

Em comunicado, Netanyahu agradeceu a Trump, a quem chamou de “amigo querido”, e disse que também espera continuar a conversa para avançar em “um tratado histórico de defesa”.

O Haaretz informou no início deste mês que Netanyahu e Trump estavam discutindo essa iniciativa antes das eleições em Israel, numa tentativa de aumentar as chances eleitorais do primeiro-ministro israelense.

O jornal havia relatado que entre as opções consideradas havia um ‘voto de Trump’ – com poucas implicações práticas – no sentido de que os EUA defenderiam o Estado judeu de qualquer ameaça existencial em potencial; ou uma declaração conjunta dos dois líderes de que eles buscariam uma aliança maior entre os dois países, cujo principal resultado é que cada lado é obrigado a ajudar o outro em caso de conflito militar.

Os dois países já cooperam estreitamente, compartilhando informações, realizando exercícios militares conjuntos e colaborando regularmente na defesa. Mas um pacto aprofundaria o compromisso de cada lado com o outro e acrescentaria novas obrigações.

Qualquer pacto de defesa em potencial é visto como altamente polêmico pelo establishment israelense de defesa, diante do risco de um acordo nesse sentido poder limitar a capacidade de ação de militares israelenses.